Vírus e bactérias – 3 formas de protecção

Com a epidemia de COVID-19 a dominar o foco de notícias, todos estamos mais despertos para os cuidados extra de higiene que são precisos tomar, sendo que não nos podemos lembrar apenas da nossa própria saúde e segurança, mas como a de outras pessoas com as quais entramos em contacto. Convém também que relembrar que as ameaças não se resumem  ao novo coronavírus, havendo inúmeros vírus e bactérias que podem ser transmitidos de pessoa para pessoa através do ar, contacto com a pele, ou simplesmente através dos dedos ou unhas. Existem coisas simples que pode fazer e aconselhar as suas clientes para que façam, a fim da segurança de todas!

Esfregue-as!


As mãos e especialmente a parte inferior das unhas pode ser uma área bastante fértil para bactérias, por isso é importante respeitar algumas práticas de manicure - sempre, mas especialmente agora.

Além da técnica deve também a cliente lavar e higienizar completamente as  mãos e unhas antes de cada marcação. Tenha tudo o que seja necessário disponível no salão (sabão, gel desinfectante, toalhas de papel etc.). É muito importante lavar as unhas, higienizar toda a área em redor delas e mantê-las longe da boca. Deverá utilizar uma escova adequada com água quente e sabão ou detergente, esfregando abundantemente. Ter as unhas mais compridas ou extensão não  é necessariamente perigoso, desde que sejam convenientemente lavadas e higienizadas.

Roer as unhas!


Este hábito que nem sempre é fácil de controlar, pode ajudar à propagação de vírus e bactérias no corpo. Para evitar o maior risco de exposição, sabemos que devemos evitar tocar nos olhos, nariz e boca.

Roer as unhas facilita a entrada de vírus e bactérias no nosso corpo, sendo bastante negativo por várias razões de saúde, incluindo (mas definitivamente não limitado ao) COVID-19.
Além da preocupação com os germes, roer as unhas pode causar pequenos cortes e sangramentos, aumentando o risco de infecção. A desinfecção com sabão anti-bacteriano é ainda mais importante para quem roí as unhas já que uma ferida é uma autêntica porta aberta para que as bactérias entrem no seu corpo. Tal como sabemos os cuidados e os mimos podem fazer maravilhas para combater este vício, o que significa que em alguns casos a utilização de unhas de gel ou acrílico pode ser uma boa forma de baixar o risco de exposição.

Cuidados no salão


Aqui é fundamental que esterilize muito bem as ferramentas, garantindo que utiliza um esterilizador eficaz. Esta prática é indispensável em qualquer altura para garantir a segurança de todas as clientes e técnicas. A limpeza e ventilação do espaço é também fundamental.

Todas as técnicas devem utilizar sempre luvas e máscara assim como dar preferência ao máximo a materiais descartáveis, não esquecendo a limpeza e higienização da mesa de trabalho entre cada cliente. Todo o lixo produzido deverá ficar em caixotes fechados e preferencialmente da zona de trabalho, a fim de evitar a exposição.  Não tenha medo de falar no assunto e faça questão de explicar à cliente todos os procedimentos de limpeza e higienização que tem, isso vai fazer com que se sinta mais confortável.

 

Além destes, há inúmeros procedimentos a ter em conta no que toca à protecção da propagação de vírus e bactérias, seja no salão ou em qualquer outro local. Proteja-se e proteja quem a rodeia, veja e mostre o seguinte vídeo:

 


Publicação Mais Antiga Publicação Mais Recente

Sale

Indisponível

Esgotado